Último número

Volumen 67 (11)
Ver número actual
Ver todos

Números anteriores

Vol. 67 (10)
Vol. 67 (09)
Vol. 67 (08)
Vol. 67 (07)

Otros números

Suplementos Congresos English Versions

Sobre la Revista

Comité Científico Viguera Editores Proceso de revisión Sociedades oficiales e indexación

Información para autores

Enviar manuscrito Normas de publicación Consultar estado de artículo

Información para revisores

Recomendaciones para revisor
Factor Impacto 20170,601

Web Médica Acreditada. Ver más información

Revista de Neurología (24 números al año) fomenta y difunde el conocimiento generado en lengua española sobre neurociencia, tanto clínica como experimental.

Másteres online

Master in Neuroimmunology

Máster en Sueño: Fisiología y Medicina

Máster en Neuropsicología de las Altas Capacidades Intelectuales

Máster en Neurociencia Experimental y Clínica

Máster en Epilepsia

Máster en Trastornos del Espectro Autista

Máster en Trastornos del Movimiento

Máster en Neurología Tropical y Enfermedades Infecciosas

Máster en Psicobiología y Neurociencia Cognitiva

Máster en Trastorno por Déficit de Atención / Hiperactividad

Universidades

iNeurocampus Formación online

Listado de Másteres impartidos por Viguera Editores S.L.U. a través del portal www.ineurocampus.com en colaboración con distintas universidades del país

Noticias del día

Relacionan la liberación de glutamato y la fatiga asociada a la esclerosis múltiple Fecha 10/12/2018 ● Lecturas 46
Ver todas las noticias

 

Modelo de cerebro in vitro para reproducir funciones complejas Fecha 10/12/2018 ● Lecturas 29

Entrevistas

Entrevista con el profesor Michel Billiard con ocasión del 8.º Día Europeo de la Narcolepsia 2017

17/03/2017 ● Lecturas 22.644
Ver todas las entrevistas

Listado de noticias de interés relacionadas con las neurociencias

Diciembre 17 2018

Máster en Sueño: Fisiología y Medicina, 13ª Ed.
Inicio de Matrícula

Barcelona, España

Enero 14 2019

Máster en Neuropsicología de las Altas Capacidades Intelectuales, 5ª Ed.
Inicio de Matríc...

Barcelona, España

Enero 21 2019

Máster en Neurociencia Experimental y Clínica, 4ª Ed.
Inicio de Matrícula

Barcelona, España

Febrero 08 2019

XXXVI Reunión Anual de la Sociedad Valenciana de Neurología

Valencia, España

Febrero 21 2019

XV Curso Nacional de Neurorradiología

Barcelona, España

Febrero 24 2019

3rd International Brain Stimulation Conference

Vancouver, Canadá

Ver Agenda

Listado de eventos del sector y fechas de interés relacionadas con los Másteres de www.ineurocampus.com

Listado de palabras clave de la página web. Pulse en una categoría para acceder a la búsqueda de todo el contenido web (artículos, noticias, autores, entrevistas etc.) relacionado con dicha categoría

Sobre Revista de Neurología

Información Comité Científico Proceso de revisión Sociedades e indexación Contacto

¿Cómo publicar con nosotros?

Enviar manuscrito Normas para autores Información para revisores

Sobre Viguera Editores

Información

Sobre iNeurocampus

Información

Redes sociales

Facebook Twitter Google Plus
Web Médica Acreditada. Ver más información

Neurologia.com es una comunidad de conocimiento alrededor de la neurología en habla hispana, compuesta por millones de profesionales, desde estudiantes a instituciones médicas o académicas. Esta comunidad se dota de diferentes herramientas de interrelación y difusión del conocimiento en neurociencia

Entrevista

Italiano Português English Castellano

Entrevista ao Dr. Giuseppe Plazzi para o Dia Europeu da Narcolepsia 2013

18/03/2013 ● Lecturas 41.214


Dr. Giuseppe Plazzi Neurologista responsável do Laboratório do Sono, Departamento de Ciências Neurológicas, Universidade de Bolonha. Membro do European Narcolepsy Network (EU-NN).
Pergunta. Pode dizer-se que investigou todos os aspectos da doença: clínicos, imunogenéticos, terapêuticos, médico-legais, etc., tanto na idade pediátrica como em adultos. Como pôde estudar este espectro tão amplo de doentes? Tiveram alguma coisa a ver as magníficas campanhas levadas a cabo pela Associação Italiana de Narcolepsia (AIN)?
Resposta. Começámos a colaborar com a Associazione Italiana Narcolettici (AIN) no ano 2000, planificando campanhas de sensibilização da narcolepsia entre os médicos. Desenhámos juntos o famoso desenho animado, um clip de vídeo que resumia os sintomas principais da narcolepsia, e este desenho animado passou na maioria das emissoras italianas. A campanha criou um enorme eco sobre a narcolepsia e tivemos a oportunidade de diagnosticar centenas de doentes, anteriormente não diagnosticados ou mal diagnosticados. Também criámos uma equipa multidisciplinar para abordar os diferentes aspectos da narcolepsia: médico-legais com Francesca Ingravallo, metabólicos com Uberto Pagotto, psicológicos com Carlo Cipolli e Christian Franceschini, e pediátricos com Filippo Bernardi, Antonio Balsamo e Monia Gennari.

P. Quando analisámos as suas numerosas publicações há, na nossa opinião, dois aspectos relevantes: por um lado, a semiologia da cataplexia em idade pediátrica, documentada com copioso material videográfico e, por outro lado, o amplo espectro das perturbações metabólicas estudado na sua série infantil (Aran A, et al. Sleep 2010). Poderia expor os aspectos chave dos dois estudos?
R. Devido à grande quantidade de doentes estudados, começámos a diagnosticar crianças com narcolepsia quase no início da doença. Sabe-se que em mais de 50% dos doentes narcolépticos os primeiros sintomas aparecem antes dos 15 anos e, contudo, na maioria dos casos são diagnosticados na idade adulta. Parece que durante o período de tempo compreendido entre o aparecimento dos primeiros sintomas e o diagnóstico, existe outro aspecto clínico da narcolepsia. Esta afirmação suscita um debate importante: pode modificar-se a narcolepsia durante o curso da doença? O que evidenciámos na ampla série de crianças estudadas foi um quadro clínico novo que não tinha sido descrito anteriormente. A narcolepsia infantil é caracterizada por um início abrupto, a cataplexia é frequentemente associada a perturbações do movimento complexas, alterações do comportamento, sonolência marcada ou hiperactividade., insónia, obesidade ou aumento repentino de peso, puberdade acelerada ou, inclusive, puberdade precoce. A minha impressão pessoal é que este quadro, com o tempo, transforma-se no quadro típico da narcolepsia e esta apresentação diferente é o que dá origem ao atraso no diagnóstico.

P. O seu trabalho sobre o processamento das emoções em narcolépticos é de grande interesse para o conhecimento dos mecanismos psicofisiológicos da doença (Tucci V, et al. Sleep 2003). Pode resumir-nos os resultados do seu estudo?
R. A narcolepsia com cataplexia é uma resposta fascinante e anómala às emoções e, claramente, bastante mais que uma ‘perturbação do sono’. No ano de 2003 realizámos um dos primeiros estudos psicofisiológicos em doentes narcolépticos e encontrámos, pela primeira vez, respostas emocionais alteradas nestes doentes, que indicavam um envolvimento da a amígdala como, posteriormente, Sophie Schwartz e Claudio Bassetti confirmaram em vários artigos.

P. Ficámos muito interessados nas suas publicações relacionadas com os aspectos do sistema nervoso autónomo e suas implicações na narcolepsia humana (Donadio V, et al. J Sleep Res 2008). Pode dar-nos informações adicionais sobre este aspecto?
R. Estudámos também os aspectos autónomos da narcolepsia e, no artigo com Vincenzo Donadio, as alterações autónomas paroxísticas durante a cataplexia por microneurografia. Outros estudos sugerem que o sistema nervoso autónomo pode estar alterado em doentes narcolépticos, mas não é claro se tal alteração se deve à hipofunção do sistema hipocretinérgico ou se pode ser secundária à alteração do sono. Este é um campo fascinante e creio que vários grupos estão a investigar o tema.

P. O Sr. Organizou o 3º Dia Europeu da Narcolepsia em Bolonha há um ano. Foi uma reunião excelente devido à qualidade do programa científico, a uma grande participação e à reunião posterior das associações europeias de narcolépticos. Aprendemos muito e tomámos como referência a estrutura daquela reunião para organizarmos o 4º Dia Europeu da Narcolepsia em Madrid em 16 de Março de 2013.
R. A organização do 3º Dia Europeu de Narcolepsia em Bolonha foi uma grande oportunidade para o meu grupo e para os doentes. O congresso foi patrocinado, na realidade, pela Associação de doentes. Desejo-lhe um sucesso ainda maior para a sua reunião em Madrid.

P. A Clínica Neurológica de Bolonha é uma referência internacional como pioneira nos estudos de patologia do sono humano. Sabemos que o Laboratório do Sono está a ser transferido para o Hospital Bellaria e perguntamo-nos se todas as linhas de investigação abertas manter-se-ão no novo centro.
R. Espero bem que sim! Estamos a trabalhar à criação de um centro moderno e multidisciplinar para o diagnóstico, o tratamento e a investigação da narcolepsia no hospital de Bellaria.

P. Por fim, como membro do board do EU-NN, gostaria que nos resumisse os resultados do network dos últimos 5 anos e as perspectivas para o futuro.
R. A EU-NN criou uma rede importante, envolvendo todos os centros europeus com maior experiência em narcolepsia. A base de dados e o estudo da associação ampla de genomas (GWAS) foram os dois principais objectivos deste novo grupo científico. Creio que futuramente a EU-NN pode trabalhar em diferentes linhas com o envolvimento de um maior número de centros europeus, promovendo a colaboração clínica, os estudos genéticos, a investigação translacional e os novos tratamentos. O trabalho com as associações de doentes deve fomentar o conhecimento da doença e favorecer recomendações para a escola, o trabalho e para a obtenção da carta de conduzir dos doentes.
Dr. Rosa Peraita-Adrados
Unidad de Sueño y Epilepsia-Neurofisiología Clínica. Hospital Universitario Gregorio Marañón. Madrid


Prof. Juan-Vicente Sanchez-Andrés
Director asociado de Revista de Neurología
Departamento médico, Viguera eds.
Sueño
Le puede interesar
Artículo en Castellano
Prevalencia de los trastornos del sueño en adolescentes de Cuenca, España M.A. García-Jiménez, F. Salcedo-Aguilar, F.M. Rodríguez-Almonacid, M.P. Redondo-Martínez, M.L. Monterde-Aznar, A.I. Marcos-Navarro, ... Fecha de publicación 01/07/2004 ● Descargas 1018
Artículo en Castellano
Síndrome de las piernas inquietas M.A. Llaneza-González, J. Abella-Corral, J.M. Aldrey, A. Aneiros-Díaz, M. Macías-Arribi, D. Santos-García Fecha de publicación 23/02/2009 ● Descargas 1616